Saludos Amigos e a Política da Boa Vizinhança Durante a Segunda Guerra

Donald experimentando a brasileiríssima cachaça em "Saludos amigos"

Se você já assistiu “Saludos amigos” com certeza achou o filme muito divertido e cheio de magia, com uma trilha sonora realmente digna de uma indicação ao Oscar. Mas como todos nós já sabemos, nada é feito em vão.

“Saludos Amigos” foi produzido pelos EUA na época da Segunda Guerra Mundial, como um dos esforços para se aproximar dos países Sul Americanos.

O filme é ao mesmo tempo animação e uma espécie de documentário sobre a visita de Walt Disney e sua equipe ao Brasil, que aconteceu em 1941. Disney  e sua equipe visitaram vários países da América Latina, entre eles o Brasil, com o intuito de manter relações diplomáticas com os países sul-americanos, numa política de “boa vizinhança”. O objetivo final da visita era colher informações para a criação de um filme com elementos latino- americanos.

Disney gostou particularmente da música “Aquarela do Brasil”, de Ari Barroso, que utilizou no último segmento de “Saludos amigos”, e da nossa conhecida ave falante: o papagaio, que inspirou Disney a criar o personagem Zé Carioca, ganhou a vestimenta do típico malandro do Rio de Janeiro dos anos 40.

 A tentativa de associar América do Norte e América do Sul  fica muito clara na animação, que mostra as paisagens e a cultura dos países sul- americanos de uma forma um tanto caricata e mítica, o que é muito visível na apresentação de tipos, como o “Gaúcho dos Pampas” e o “índio.

É perceptível a tentativa de criar identificação entre as culturas norte-americana e sul-americana, principalmente no terceiro momento do filme, em que o locutor relaciona o cowboy do Oeste dos EUA ao gaúcho dos Pampas, dizendo que há muito em comum entre eles e levando o cowboy a viver por um dia como gaúcho.

“Saludos Amigos” não é o clássico mais famoso dos estúdios Disney, mas merece ser visto por sua importância histórica, por retratar tão bem a situação de uma época e por marcar a criação de um importante personagem: nosso malandro Zé Carioca.

Quer saber mais sobre desenhos que mostram o nosso país? Aguarde, porque amanhã falaremos de outro clássico que mostra todas as belezas do Brasil.

A proposto, você já foi à Bahia?

Veja o segmento “Aquarela do Brasil”, em que Zé Carioca ensina Pato Donald a sambar ao som de “Aquarela do Brasil”

Sobre thaisluisef

Publicitária, bailarina e escritora, não necessariamente nessa ordem. Apaixonada por artes e por tudo o que há de bom nessa existência. Como muitos, buscando um sentido para a vida e fazendo o que posso enquanto isso.

Publicado em 12 de maio de 2011, em Aplausos, Clássicos do cinema, Cri-Críticas e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: