Cenas proibidas no cinema clássico

Por incrível que pareça na década de 1930 cenas que hoje nem seriam levadas em consideração, naquela época foram consideradas escandalosas, e muitas delas foram até vetadas das telonas do cinema, devido a fortes padrões morais existentes naquela época. Os produtores de cinema tinham por obrigação retirar todas as cenas que fericem de alguma forma o padrão moral da sociedade que presenciava essa época dos cinemas, e caso não cumprissem essas obrigações prioritárias na veiculação do filme, poderiam até mesmo serem levados a prisão.

Houve um Código de Produção de Filmes (Motion Picture Production Code), que ficou em vigor  no período de 1930 e 1968, também chamado de Código Hays, devido ao seu criador Will H. Hays. Esse código regia uma sequência de autorregulamentações direcionadas a indústria de cinematográfia, e censuras para as produtoras de cinema e teatro dos Estados Unidos.

“Este vídeo foi feito em 2007 para o “72 Hours Film Festival”, em Frederick, Maryland, montado com cenas que foram obtidas de rolos de filmes em acetato de celulose, encontrados em um antigo cinema da Pennsylvania.

Essas Cenas foram cortas pelos produtores para a veiculação dos filmes, de forma que estas feriam os padrões morais existentes daquela época.

Fazendo um enorme contraste com os filmes contemporâneos, temos hoje um longa-metragem estreado a pouco tempo no cinema nacional, o chamado “Bruna Surfistinha“ que contem cenas fortíssimas e possui censura para o público abaixo de 16 anos. Hoje este filme foi encarado com naturalidade, e as cenas exibidas no cinema nem tiveram cogitações de censura, o que mudaria completamente na época de 1930, a exibição deste filme naquele período seria um absurdo mundial, destruindo toda o padrão de moral daquele público.

Assista somente o trailer desse ótimo filme contemporâneo e compare com as cenas censuradas em uma época onde padrão moral era extremamente mais rigoroso.

Trailer Bruna Surfistinha

Sobre Mitta

Amo tudo que posso fazer, sou simples e decidida, objetiva e paciente, sou livre, mas ainda presa aos princípios da vida. Sou Publicitária e estou me especializando em Produção Multimídia, registro clicks da vida como uma mera espectadora e apreciadora da arte divina.

Publicado em 15 de maio de 2011, em Astros e Estrelas, Clássicos do cinema, Curiosidades, Filmes Polêmicos, Por trás das câmeras, Traillers e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Excelente post e adorei a ligação editorial de vocês mostrar os clássicos e comparar com os da atualidade. Naquela época mostrar a canela é era imoral e hoje mostram tudo. No filme 1984 se assistirem verao o que é falta de pudor total.

  2. Olá meninas. Está muito legal o blog de vcs! Muitas coisas curiosas e interessantes do mundo do cinema! ADORO!!! Beijos

  3. O engraçado é que antes do código, existiam cenas bem mais ousadas na década de 10 e 20. Filmes do Keaton mostrando uma moça se banhando com topless e tudo mais.

  4. Sabe o que isso me lembra? Cinema Paradiso. Assista depois, se você já não assistiu. O projecionista do Cinema Paradiso também fazia isso…

  5. Se eles soubessem como ficariam os filmes hoje…

  1. Pingback: Cenas proibidas no cinema clássico (via Cine Vintage) | Beto Bertagna a 24 quadros

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: